Granodiorito é intrusivo Rocha ígnea que têm textura fanerítica. Os tamanhos dos grãos são visíveis a olho nu. A formação do granodiorito é uma cristalização de resfriamento lento abaixo da superfície da Terra. É similar à granito e diorito, mas tem mais plagioclásio feldspato do que ortoclásio feldspato.De acordo com o diagrama QAPF, o granodiorito tem um teor maior que 20% quartzo em volume, e entre 65% a 90% do feldspato é plagioclásio. Uma quantidade maior de plagioclásio designaria a rocha como tonalidade.

Grupo: Plutônico.

Cor: Tipicamente de cor clara.

Textura: Fanerítico (granulação média a grossa).

Conteúdo Mineral: quartzo, plagioclásio, com menor ortoclásio, biotita (estes o separam do diorito) e anfibólio ( hornblenda) (plagioclásio sempre maior que 2/3 do feldspato total).

Teor de sílica (SiO 2) – 63%-69%.

Origem do nome: O nome vem de dois parentes rochas para o qual o granodiorito é um intermediário: granito e diorito. A raiz gran- vem do latim grānum para “grão”, um derivado da língua inglesa. Diorito é nomeado após as cores contrastantes da rocha.

Equivalente intrusivo: Riodacito.

Estrutura: Enorme, confinante.

Principal minerais: Plagioclásio, Feldspato de Potássio, quartzo, Biotita

Minerais acessórios: Mica moscovita, Hornblenda, piroxênio

Composição Química e Classificação

A composição mineral do granodiorito é um fator chave que o distingue de outros Rochas ígneas. O granodiorito é composto principalmente de vários minerais importantes, incluindo feldspato plagioclásio, quartzo e minerais máficos como biotita ou hornblenda. Aqui está uma visão detalhada da composição mineral do granodiorito e do papel desses minerais:

  1. Plagioclásio Feldspato:
    • O feldspato plagioclásio é um dos minerais mais abundantes no granodiorito.
    • É um grupo de minerais de feldspato que inclui um continuum de composições que vão desde a albita rica em sódio até a anortita rica em cálcio.
    • No granodiorito, o feldspato plagioclásio normalmente se enquadra na faixa de andesine para labradorite composições.
    • O feldspato plagioclásio é caracterizado por sua aparência estriada e pode ser de cor branca a cinza claro.
    • Desempenha um papel crucial na determinação da textura geral e da aparência do granodiorito.
  2. quartzo:
    • O quartzo é outro mineral importante do granodiorito, ocorrendo frequentemente em quantidades significativas.
    • É uma forma cristalina de sílica (SiO2) e é conhecida por sua dureza e aparência vítrea.
    • O quartzo pode variar em cor, mas geralmente é transparente ou branco leitoso.
    • No granodiorito, o quartzo forma grãos distintos ou se interliga com outros minerais, contribuindo para a dureza e resistência da rocha. intemperismo.
  3. Minerais Máficos:
    • O granodiorito normalmente contém minerais máficos, que são minerais de cor escura ricos em magnésio (Mg) e ferro (Fé).
    • Minerais máficos comuns encontrados em granodiorito incluem biotita e hornblenda (anfibólio minerais).
    • Biotita:
      • A biotita é de cor preta a marrom escura mica mineral encontrado no granodiorito.
      • Tem uma aparência escamosa em camadas e pode ser facilmente separada em folhas finas.
      • A biotita contribui para a cor geral do granodiorito e pode conferir uma aparência escura à rocha.
      • Também é responsável pela textura foliada ou em camadas da rocha em alguns casos.
    • Hornblenda:
      • Hornblenda é um grupo de minerais anfibólios de cor escura comumente encontrados em granodiorito.
      • Aparece como cristais prismáticos alongados ou grãos em forma de agulha.
      • Hornblenda pode variar em cor do preto ao verde e ao marrom, dependendo de sua composição química.
      • Pode ser menos abundante que a biotita em alguns granodioritos, mas ainda contribui para a diversidade mineral da rocha.

A combinação desses minerais no granodiorito confere à rocha sua aparência, textura e propriedades características. A proporção de feldspato plagioclásio em relação ao quartzo, bem como a presença e proporção de minerais máficos, pode variar em diferentes amostras de granodiorito, levando a variações de cor e textura. Esses componentes minerais também influenciam a dureza, resistência e resistência da rocha ao intemperismo, tornando o granodiorito adequado para diversas aplicações geológicas e de construção.

Formação de Granodiorito

A rocha ígnea é formada através do resfriamento e solidificação de magma ou lava. O magma pode ser derivado de derretimentos parciais de rochas existentes no manto ou na crosta de um planeta. Normalmente, a fusão é causada por um ou mais de três processos: um aumento na temperatura, uma diminuição na pressão ou uma mudança na composição. A solidificação em rocha ocorre abaixo da superfície como rochas intrusivas ou na superfície como rochas extrusivas. A rocha ígnea pode se formar com cristalização para formar rochas granulares e cristalinas, ou sem cristalização para formar vidros naturais.

Rochas ígneas intrusivas são formadas a partir de magma que esfria e solidifica dentro da crosta de um planeta, rodeado por rocha pré-existente (chamada country rock); o magma esfria lentamente e, como resultado, essas rochas apresentam granulação grossa. Os grãos minerais nessas rochas geralmente podem ser identificados a olho nu. As rochas intrusivas também podem ser classificadas de acordo com a forma e tamanho do corpo intrusivo e sua relação com as demais formações nas quais ele intrusiva. As formações intrusivas típicas são batólitos, stocks, lacólitos, soleiras e diques. Quando o magma solidifica dentro da crosta terrestre ele esfria lentamente formando rochas de textura grosseira como granito gabro, ou diorito.

Os núcleos centrais dos principais montanha as faixas consistem em rochas ígneas intrusivas, geralmente granito. Quando expostos à erosão, esses núcleos (chamados batólitos) podem ocupar grandes áreas da superfície terrestre.

Textura e Aparência

A textura e a aparência do granodiorito são aspectos importantes que auxiliam geólogos e pesquisadores a identificar e classificar essa rocha ígnea. Estas características são influenciadas pela sua composição mineral e pelas condições em que se formou. Aqui está uma visão geral da aparência física, textura, tamanho do grão e estrutura cristalina do granodiorito:

Aparência física:

  • O granodiorito é tipicamente de granulação média a grossa, o que significa que os grãos minerais individuais são relativamente grandes e visíveis a olho nu.
  • Muitas vezes aparece como uma rocha salpicada ou semelhante a sal e pimenta devido aos cristais entrelaçados de diferentes cores minerais.
  • A cor geral do granodiorito pode variar, mas geralmente varia de cinza claro a marrom claro ou cinza rosado.
  • A coloração específica depende de fatores como as proporções de feldspato plagioclásio, quartzo e minerais máficos como biotita ou hornblenda.

Textura:

  • A textura do granodiorito é descrita como “fântica”, indicando uma aparência de granulação grossa.
  • Os grãos minerais individuais são geralmente distinguíveis a olho nu e seus tamanhos podem variar de alguns milímetros a vários centímetros.
  • Os minerais do granodiorito estão fortemente interligados, criando uma rocha sólida e durável.
  • Algumas amostras de granodiorito podem apresentar textura foliada se contiverem quantidades significativas de biotita, resultando em uma aparência em camadas.

Tamanho de grão:

  • O granodiorito normalmente tem um tamanho de grão médio a grosso. O próprio termo “granodiorito” sugere uma composição intermediária entre o granito (que possui granulometria grossa) e o diorito (que possui granulometria mais fina).
  • O tamanho do grão pode variar um pouco dependendo do ambiente geológico específico e da taxa de resfriamento durante sua formação. O resfriamento rápido pode resultar em grãos ligeiramente mais finos, enquanto o resfriamento mais lento pode produzir grãos mais grossos.

Estrutura de cristal:

  • O granodiorito possui estrutura cristalina, o que significa que é composto por cristais minerais interligados.
  • Os minerais primários do granodiorito, como o feldspato plagioclásio e o quartzo, geralmente exibem faces cristalinas bem definidas.
  • A estrutura cristalina contribui para a dureza e durabilidade da rocha, tornando-a adequada para diversos fins construtivos e arquitetônicos.

Em resumo, o granodiorito é caracterizado por sua textura de granulação média a grossa, grãos minerais entrelaçados e aparência salpicada devido às diferentes cores dos minerais. Seus atributos físicos a tornam uma rocha valiosa para diversas aplicações, incluindo construção, monumentos e esculturas. A aparência e textura específicas do granodiorito podem variar ligeiramente dependendo das condições geológicas específicas em que se forma.

Qual a diferença entre Granito e Granodiorito

Granito e granodiorito são tipos de rochas ígneas intrusivas, o que significa que se formam a partir do resfriamento e solidificação do magma derretido abaixo da superfície da Terra. Embora compartilhem algumas semelhanças, eles também apresentam diferenças importantes em termos de composição e aparência mineral:

  1. Composição Mineral:
    • Granito: O granito é composto principalmente de três minerais principais: quartzo, feldspato (feldspato potássico e plagioclásio) e mica (geralmente biotita ou moscovita). O quartzo confere ao granito sua dureza característica e muitas vezes aparece como cristais transparentes ou brancos. Os minerais de feldspato podem variar em cor, normalmente variando do rosa ao cinza. Os minerais de mica conferem uma aparência brilhante à rocha.
    • Granodiorito: O granodiorito, por outro lado, possui composição mineral semelhante ao granito, mas com maior proporção de feldspato plagioclásio em relação ao feldspato potássico. Essa diferença na composição do feldspato confere ao granodiorito uma cor e textura diferentes do granito. O granodiorito geralmente tem uma aparência salpicada com feldspato plagioclásio de cor clara e minerais mais escuros.
  2. Cor e textura:
    • Granito: O granito tende a ter uma paleta de cores mais variada, com opções que vão do cinza claro ao rosa, vermelho, marrom ou até preto, dependendo dos minerais específicos presentes. Tem uma textura de granulação grossa, o que significa que os grãos minerais individuais são facilmente visíveis a olho nu.
    • Granodiorito: O granodiorito é tipicamente de cor mais clara em comparação com o granito devido à predominância do feldspato plagioclásio. Muitas vezes aparece como cinza claro, marrom claro ou bege. O granodiorito também possui textura de granulação grossa, mas a aparência geral costuma ser menos colorida e mais uniforme em comparação ao granito.
  3. Composição e Classificação:
    • Granito: O granito é classificado como rocha ígnea félsica porque contém uma alta proporção de minerais félsicos (quartzo e feldspato). Também é considerada uma rocha ácida devido ao seu alto teor de sílica. O granito é comumente encontrado na crosta continental e está associado a massas continentais.
    • Granodiorito: O granodiorito também é uma rocha ígnea félsica, mas contém uma proporção maior de feldspato plagioclásio em comparação com o granito. É classificada como rocha intermediária devido à sua composição situar-se entre as categorias félsica e máfica. O granodiorito é comumente encontrado em zonas de subducção e arcos de ilhas vulcânicas.

Em resumo, embora o granito e o granodiorito sejam rochas intrusivas félsicas de granulação grossa, suas diferenças residem na composição mineral, cor e textura. O granito possui uma mistura mais equilibrada de quartzo, feldspato potássico e feldspato plagioclásio, resultando em uma aparência mais colorida, enquanto o granodiorito possui maior proporção de feldspato plagioclásio e tende a ter uma cor mais clara e menos colorida.

Locais notáveis

El Capitan, Parque Nacional de Yosemite, Califórnia, Estados Unidos

O granodiorito é encontrado em diversas formações geológicas e regiões ao redor do mundo. Desempenha um papel significativo na formação da crosta terrestre e pode estar associado a características geológicas notáveis. Aqui estão alguns locais específicos e características geológicas onde o granodiorito é proeminente:

1. Batólito de Sierra Nevada, Califórnia, EUA:

  • O Batólito de Sierra Nevada, na Califórnia, é uma enorme e conhecida formação rochosa granítica. Contém grandes volumes de granodiorito, granito e rochas ígneas relacionadas. Esta formação é famosa pelo seu papel na formação da paisagem da cordilheira da Serra Nevada.

2. Parque Nacional de Yosemite, Califórnia, EUA:

  • O Parque Nacional de Yosemite, localizado no Batólito de Sierra Nevada, apresenta icônicas falésias graníticas, cúpulas e formações rochosas compostas principalmente de granodiorito. El Capitan e Half Dome são exemplos proeminentes de características de granodiorito no parque.

3. Tuolumne Meadows, Califórnia, EUA:

  • Dentro do Parque Nacional de Yosemite, Tuolumne Meadows é caracterizada por afloramentos de granodiorito expostos e pitorescas paisagens alpinas.

4. Rock Encantado, Texas, EUA:

  • Enchanted Rock é um enorme batólito de granito rosa e granodiorito localizado no Texas. É uma área recreativa popular e uma característica geológica significativa na região.

5. Montanhas Adirondack, Nova York, EUA:

  • As montanhas Adirondack em Nova York são conhecidas por suas rochas graníticas e granodioríticas, que fazem parte do Batólito Adirondack. Estas rochas desempenharam um papel crucial na formação da paisagem de Adirondack.

6. Isle Royale, Lago Superior, EUA e Canadá:

  • Isle Royale, localizada no Lago Superior, é composta por um núcleo granítico e granodiorítico. A geologia da ilha é caracterizada pelas rochas ígneas da idade pré-cambriana.

7. Montanhas Brancas, Califórnia, EUA:

  • As Montanhas Brancas, na Califórnia, contêm extensas formações de granodiorito, contribuindo para as características geológicas e paisagísticas únicas da região.

8. Harney Peak, Dakota do Sul, EUA:

  • Harney Peak, em Black Hills, Dakota do Sul, é composto de granodiorito e é o ponto mais alto dos Estados Unidos a leste das Montanhas Rochosas.

9. Montanhas Rochosas, EUA e Canadá:

  • O granodiorito pode ser encontrado em vários pontos das Montanhas Rochosas, contribuindo para a geologia e paisagem desta extensa cordilheira.

10. Stone Mountain, Geórgia, EUA: – Stone Mountain é uma conhecida cúpula de granito composta principalmente de granodiorito e quartzo monzonita. É uma característica geológica proeminente e um destino turístico popular.

11. El Capitan, Parque Nacional de Yosemite, Califórnia, EUA: – El Capitan é uma formação rochosa icônica no Parque Nacional de Yosemite, composta principalmente de Granodiorito El Capitan. É conhecido entre escaladores e entusiastas de atividades ao ar livre.

12. Mount Rushmore, Dakota do Sul, EUA: – O Memorial Nacional do Monte Rushmore apresenta os rostos esculpidos de quatro presidentes dos EUA em uma montanha de granito, incluindo granodiorito e rochas relacionadas.

Estas notáveis ​​localizações e características geológicas mostram a ampla distribuição e importância geológica do granodiorito em várias regiões, desde cadeias de montanhas a parques e monumentos nacionais. A durabilidade e resistência da rocha às intempéries contribuíram para a sua presença duradoura nestas paisagens.

Usos e Aplicações

O granodiorito, com sua durabilidade e qualidades estéticas, encontra diversas aplicações práticas na construção e na indústria, além de usos históricos e arquitetônicos:

Aplicações práticas na construção e na indústria:

  1. Pedra Dimensional: O granodiorito é comumente extraído para uso como rocha ornamental. Sua textura de granulação grossa e aparência atraente o tornam uma escolha popular para bancadas, pisos e revestimentos de paredes em edifícios residenciais e comerciais.
  2. Pedras de pavimentação: Devido à sua robustez e resistência ao desgaste, o granodiorito é utilizado na construção de calçadas e caminhos externos. Pode suportar tráfego intenso de pedestres e condições climáticas adversas.
  3. Monumentos e memoriais: Muitos monumentos e memoriais, principalmente em cemitérios e espaços públicos, são feitos de granodiorito. Sua capacidade de conter esculturas e inscrições complexas o torna um material adequado para comemorar figuras e eventos históricos.
  4. Agregados de construção: O granodiorito triturado é utilizado como agregado de construção na produção de concreto e asfalto. Acrescenta resistência e durabilidade a estes materiais, tornando-os adequados para projetos de infraestrutura como estradas e pontes.
  5. Características da àgua: A aparência natural do granodiorito, juntamente com sua resistência aos danos causados ​​pela água, o tornam a escolha preferida para a construção de fontes, cachoeiras e outros recursos hídricos em paisagismo e projetos urbanos.

Usos históricos e arquitetônicos:

  1. Edifícios Históricos: O granodiorito tem sido utilizado na construção de edifícios históricos, principalmente nos períodos em que a alvenaria de pedra prevalecia na arquitetura. Pode ser encontrado em diversos elementos arquitetônicos como colunas, fachadas e entalhes decorativos.
  2. Esculturas: Muitas esculturas, estátuas e criações artísticas foram esculpidas em granodiorito devido à sua trabalhabilidade e capacidade de reter detalhes finos. Exemplos famosos incluem estátuas egípcias antigas e esculturas modernas.
  3. Monumentos antigos: Civilizações históricas, como os egípcios e os maias, usaram granodiorito para criar monumentos e estruturas icônicas. A durabilidade do granodiorito permitiu que estes monumentos resistissem ao teste do tempo.
  4. Lápides de cemitério: O granodiorito é uma escolha comum para lápides e lápides de cemitérios. A sua natureza duradoura garante que os memoriais permaneçam intactos durante gerações.
  5. Acentos arquitetônicos: Na arquitetura moderna, o granodiorito pode ser utilizado como material de destaque em fachadas, escadas e elementos decorativos, conferindo um toque de elegância e longevidade às construções.
  6. Projetos de Restauração: Nos esforços de restauração que visam preservar edifícios e marcos históricos, o granodiorito é frequentemente usado para replicar ou substituir elementos de pedra originais danificados ou deteriorados.
  7. Marcos e estruturas cívicas: O granodiorito pode ser empregado na construção de marcos, edifícios governamentais e estruturas cívicas para imbuí-los de uma sensação de permanência e grandeza.

O apelo duradouro e a praticidade do granodiorito na construção, na arte e na preservação histórica garantiram seu uso contínuo em diversas aplicações ao longo dos séculos. A sua combinação de resistência, durabilidade e qualidades estéticas torna-o um material valioso tanto em contextos tradicionais como contemporâneos.

Curiosidades sobre a rocha

  • Uma das rochas ígneas mais abundantes é o granodiorito.
  • Esta rocha tem algumas características dos granitos ácidos e algumas características das rochas intermediárias.
  • O granodiorito é uma rocha atraente de granulação grossa. Os cristais que compõem a massa da rocha podem ser vistos facilmente a olho nu.
  • Os principais minerais da granodiorita são feldspato, quartzo, hornblenda, augita e mica.
  • Existem duas variedades de cores principais de granodiorita. Um é rosa por causa da cor da maior parte do feldspato na rocha. O granodiorito branco contém feldspato de cor pálida.
  • Esta rocha parece semelhante ao granito. Quando seus minerais são examinados e o teor total de sílica calculado, pode-se ver que é uma rocha intermediária, não ácida.
  • Em muitos tipos de intrusões ígneas, o granodiorito pode ser encontrado, especialmente aqueles formados em alguma profundidade abaixo da superfície da Terra.
  • O vasto batólito no sul da Califórnia cobre uma superfície de mais de 7700 quilômetros quadrados. Grande parte é feita de granodiorito.
  • Devido à sua coloração e aparência cristalina, o granodiorito é usado para fins ornamentais.

Referências

  • Bonewitz, R. (2012). Rochas e minerais. 2ª ed. Londres: DK Publishing.