Cobre é um metal essencial que tem sido usado por humanos há milhares de anos. É um excelente condutor de eletricidade e é amplamente utilizado em uma variedade de indústrias, incluindo eletrônica, construção e transporte. O cobre é produzido principalmente a partir minerais que contêm cobre como componente principal. Compreender os diferentes minerais de cobre e suas propriedades é importante para a exploração, mineração e processamento de cobre depósitos.

Os minerais de cobre podem ser amplamente classificados em minerais de sulfeto, minerais de óxido e cobre nativo. O mineral de cobre mais comum é calcopirita, um mineral de sulfeto que contém cerca de 34% de cobre em peso. Outros importantes minerais de cobre incluem Bornite, calcocita e malaquita. Esses minerais podem ocorrer em uma ampla gama de configurações geológicas, incluindo depósitos de cobre pórfiro, skarns e depósitos sedimentares de cobre.

O específico mineralogia e associações minerais podem ter implicações significativas para o processamento e extração de cobre do minério. Por exemplo, alguns minerais de cobre são mais suscetíveis à lixiviação, enquanto outros requerem flotação ou fundição. Além disso, a mineralogia pode impactar na concentração de outros metais que possam estar presentes na jazida, como ouro, prata, e molibdênio.

Calcopirita

Este é o mineral de cobre mais comum e contém cerca de 34% de cobre em peso. É um mineral de sulfeto que normalmente ocorre em grandes depósitos e é a principal fonte de produção de cobre em todo o mundo.

Bornita

Também conhecido como minério de pavão, a bornita é um mineral de sulfeto que contém até 63% de cobre em peso. É freqüentemente encontrado em associação com calcopirita e é uma fonte secundária de produção de cobre.

Calcocita

Este é um mineral de cobre secundário que se forma a partir do intemperismo de minerais sulfetados primários, como a calcopirita. Contém até 80% de cobre em peso e é uma importante fonte de cobre em alguns depósitos.

Malaquita

Este é um mineral de carbonato de cobre que se forma a partir do intemperismo de minerais primários de cobre. Contém cerca de 57% de cobre em peso e é uma importante fonte secundária de produção de cobre.

Cuprite

Chalcotrichite em cobre cristalizado, 3.3 x 2.6 x 1.7 cm, Emke Mine, Onganja, Seeis, distrito de Windhoek, região de Khomas, Namíbia. © Rob Lavinsky, www.iRocks.com.

Este é um mineral de óxido de cobre que contém até 88% de cobre em peso. É freqüentemente encontrado em associação com outros minerais de cobre, como calcocita e cobre nativo, e é uma fonte menor de produção de cobre.

cobre nativo

Cobre Localidade: Ray Mine, Scott Montanha área, distrito de Mineral Creek (distrito de Ray), Dripping Spring Mts, Condado de PinalArizona, Estados Unidos (Localidade em mindat.org) Este é um cobre de Ray de uma forma pouco tradicional e de alta qualidade, eu acho. Ele vem da segunda coleção de Steve Neely, que o comprou de Al há mais de uma década. Na verdade, veio até mim por meio de Steve, e não de Al com o restante dos espécimes mostrados aqui. É excepcionalmente bem formado em ambos os lados e pode ser exibido de qualquer um dos lados com o mesmo efeito. Nenhuma matriz (está apoiada na massa na foto). Um dos Ray Coppers mais exclusivos!, em comparação com muitos outros Ray Coppers que já vi! 5.25 x 4 x 1 cm
Arquivo:Copper-21991.jpg. (2022, 3 de novembro). Wikimedia Commons, o repositório de mídia livre. Recuperado 13:15, 2 de abril de 2023 de https://commons.wikimedia.org/w/index.php?title=File:Copper-21991.jpg&oldid=702238281.

Este é o cobre em sua forma metálica pura e é um mineral raro. É freqüentemente encontrado em associação com outros minerais de cobre e é uma fonte menor de produção de cobre.

Azurita

cristais azuis de azurita matriz de cobertura (4.0 × 3.0 × 2.0 cm) com malaquita menor. Encontrado em New Nevada Lode, La Sal, Utah, EUA

Este é um mineral de carbonato de cobre que é freqüentemente encontrado em associação com a malaquita. Contém até 55% de cobre em peso e é uma fonte secundária de produção de cobre.

Covelita

Covelita e Pirita, 27 gramas, mineral de exibição extremamente raro, joia extraída dos EUA.

Este é um mineral de sulfeto que contém até 66% de cobre em peso. É freqüentemente encontrado em associação com calcocita e é uma fonte secundária de produção de cobre.

Enargita

 Da coleção mineral do Departamento de Geologia da Universidade Brigham Young, Provo, Utah, Mineral Specimens 485. Cortesia da coleção fotográfica da biblioteca de Denver do US Geological Survey. (Foto de Andrew Silver.)

Este é um mineral de sulfeto que contém até 48% de cobre em peso. É freqüentemente encontrado em depósitos de cobre pórfiro e é uma fonte secundária de produção de cobre.

Tetraedrito

Cristais de tetraedrita de até 2.2 cm de tamanho formando um aglomerado (3.5 × 2.5 × 2.5 cm) com quartzo e micro mimetita. Encontrado na mina Black Pine, Granito Condado, Montana, EUA

Este é um mineral de sulfeto que contém até 30% de cobre em peso, além de outros metais como prata, zinco e antimônio. É freqüentemente encontrado em associação com outros minerais de cobre e é uma fonte secundária de produção de cobre.

Digenita

Digénite de la mine East Colusa, Butte, Montana, EUA. Taille de l'échantillon: 4,3 cm

Este é um mineral de sulfeto que contém até 79% de cobre em peso. É freqüentemente encontrado em associação com calcocita e é uma fonte secundária de produção de cobre.

Tenorita

Mina Ojuela, Mapimi, Durango, México. Um excelente exemplo para esta espécie incrivelmente rara com cristais prismáticos pretos fuliginosos de 0.6 cm de comprimento na matriz com claringbullite azul.

Este é um mineral de óxido de cobre que contém até 79% de cobre em peso. É freqüentemente encontrado em associação com outros minerais de cobre e é uma fonte menor de produção de cobre.